Fethullah Gülen, Confúcio e Platão sobre a Educação

O Alcorão

Conforme o valor e o merecimento da humanidade, e considerando o coração humano, espírito, mente e estado físico, o Alcorão foi revelado pelo Mais Sublime. Contendo as mensagens mais perfeitas é uma coleção das Leis Divinas.

Seguido hoje por mais de um bilhão de pessoas, o Alcorão é um livro inigualável que com seus eternos e imutáveis princípios, guia todo mundo à estrada mais curta e iluminada para a felicidade.

O Alcorão tem sido uma fonte de luz para as mais magníficas e iluminadas comunidades que regeram o mundo, que produziram milhares de sábios, filósofos e pensadores. Nesse sentido nenhuma outra regra é igual à sua regra.

Desde o dia em que foi revelado, o Alcorão encontrou muitas objeções e críticas. No entanto, o Alcorão sempre emergiu incólume e assim continua refletindo a sua vitória.

O Alcorão cristaliza o coração, ilumina o espírito, e exibe verdades do início ao fim. Somente os crentes que podem sentir toda a beleza do universo em uma simples flor e ver tempestades em uma gota d’água podem saber e entender seu real significado.

O Alcorão possui tal estilo que linguistas árabes e estrangeiros, homens literários e mulheres que ouviram seus versículos se curvaram perante ele. Aqueles que reconheceram a sua verdade e compreenderam o seu conteúdo se curvaram perante essa obra prima da eloquência.

Os muçulmanos só podem alcançar à unidade afirmando e acreditando no Alcorão. Aqueles que não podem fazê-lo não podem ser muçulmanos, nem podem estabelecer qualquer união duradoura entre eles.

Dizendo que “a fé é uma questão de consciência” significa “eu declaro Allah, Seu Profeta e o Alcorão” com minha língua e minha consciência. Cada ato de adoração ligado a essa compreensão manifesta essa afirmação.

Quando a humanidade estava se debatendo na brutalidade da ignorância e da incredulidade, o Alcorão surgiu em uma avalanche de iluminação que indou o mundo em sua luz. O Alcorão engendrou uma revolução sem paralelo ou igual. A história é suficiente testemunha disso!

O Alcorão ensina da maneira mais equilibrada o significado e a natureza da humanidade, a verdade e a sabedoria, assim como a essência, os Atributos e Nomes de Allah. Nenhum outro livro pode igualá-lo nesse campo. Olhe a sabedoria dos sábios santos e a filosofia dos verdadeiros filósofos, e você irá entender.

O Alcorão é o único livro que estabelece a verdadeira justiça, a liberdade real, a igualdade equilibrada, a bondade, a honra, a virtude e a compaixão por toda a criação. É também o livro incomparável sem igual que proíbe a opressão, o politeísmo, a injustiça, a ignorância, o suborno, os interesses, o mentir e o prestar falso testemunho.

O Alcorão é o único livro que protege os órfãos, os pobres e os inocentes, que coloca o rei e servo, o comandante e o comandado, o acusador e o acusado na mesma cadeira e então os julga.

Afirmar que o Alcorão é uma fonte de superstição é nada mais do que repetir as palavras proferidas por árabes ignorantes quatorze séculos atrás. Tãl visão ridiculariza a sabedoria e a filosofia verdadeira.

Se apenas aqueles que criticam o Alcorão pudessem produzir algo para garantir a ordem, a harmonia, a paz e a segurança da vida humana até mesmo por um curto e temporário período... Realmente, é muito difícil entender essa perversidade e teimosia quando confrontados com as civilizações miseráveis e desequilibradas baseadas em princípios estranhos para o Alcorão, e os preocupados, deprimidos e aflitos corações daqueles privados de sua luz.

A vida mais ordenada para a humanidade é a respirada pelo Alcorão. Na realidade, algumas das coisas mais bonitas que hoje são universalmente recomendadas e aplaudidas são coisas exatamente encorajadas pelo Alcorão séculos atrás. Assim, de quem é a culpa se os muçulmanos estão hoje em uma situação miserável?

Aqueles que criticam o Alcorão como se fosse sua profissão, têm geralmente um conhecimento vago e superficial de seu conteúdo. É irônico que essas pessoas se sintam livres para expressar suas opiniões sem pesquisar o Alcorão ou até mesmo lê-lo. Na verdade, não existe diferença entre a sua atitude e a teimosia de algumas pessoas ignorantes em face das ciências (positivas). Parece que temos que continuar esperando as pessoas acordarem para a verdade.

Aqueles que têm fé no Profeta Mohammad (Sallalhu alaihi wasallam) e no Alcorão têm fé em Allah. Aqueles que não acreditam no Alcorão, não acreditam no Profeta Mohammad e aqueles que não acreditam no Profeta Mohammad não acreditam em Allah. Essas são as dimensões reais de ser muçulmano.

O Alcorão permite às pessoas subirem ao nível mais alto, na posição de serem abordadas por Allah. Aqueles que estão conscientes de estar nessa posição ouvem o Senhor falar através do Alcorão. Se prestarem juramento de que falam com seu Senhor, não estarão entre os que juram falsamente.

Embora ainda estejamos neste mundo, quando entramos no clima iluminado do Alcorão, sentimos que estamos atravessando o túmulo e o mundo intermediário (entre este e o próximo), enfrentando o Dia do Juízo e o Sirat (ponte), estremecendo ao horror do inferno e caminhando nos declives tranquilos do céu.

Aqueles que impedem os muçulmanos de compreender o Alcorão e percebê-lo em profundidade, os removem assim do espírito e essência do Islam.

Em um futuro próximo e debaixo de olhares de louvor e assombro da humanidade, os fluxos de conhecimento, técnica e arte fluirão em direção ao oceano Alcorânico e cairão em sua fonte essencial e se unirão. Neste momento, estudiosos, pesquisadores e artistas irão se encontrar no mesmo oceano.

Não deverá ser muito difícil ver o futuro como a Era do Alcorão, porque isso é a palavra de Um que vê o passado, o presente e o futuro no mesmo momento.

Pin It
  • Criado em .
Direitos de autor © 2022 Site da Fethullah Gulen. Todos os direitos reservados.
fgulen.com é o site oficial do Fethullah Gülen. Todos os direitos reservados.